Social Icons

11 de jan de 2012

Virtualização: O que é e para que serve?

Olá pessoal,

      No artigo de hoje vou comentar sobre Virtualização: o que é e para que serve o uso dessa técnica que tem crescido considerávelmente nos últimos anos.
  
     Para começar, iremos conhecer primeiro, alguns termos que são utilizados quando a gente fala de virtualização:
         - Virtualizador: software de virtualização ou programa que permite emular instruções de uma determinada plataforma.  Exemplos: VMWare e Oracle VM Virtual Box;
         - Máquina virtual (VM): programas virtuais que são executados no virtualizador e que podem trabalhar de modo semelhante aos programas que são executados diretamente na máquina física ou máquina real. É possível gerenciar os recursos da máquina física que estarão disponíveis para a máquina virtual. Entre vários recursos, podemos configurar quantidade de memória, disco e processadores disponíveis para ela.
         - SO Hospedeiro (host): sistema operacional da máquina em que o virtualizador foi instalado;
         - SO Convidado (guest): sistema operacional de uma máquinas virtual criada ou instalada no hospedeiro, através do virtualizador;
         - Aplicação (appliance): imagem de uma máquina virtual. Uma appliance pode ser gerada através do virtualizador para permitir exportar e importar máquinas virtuais entre diversos hospedeiros ou até mesmo para backupear máquinas virtuais;
       
     Atualmente, as VMs estão se espalhando pelas empresas e sua utilização tem acompanhado o crescimento do uso de serviços de Computação nas Nuvens (Cloud Computing). Os provedores de serviços de Cloud Computing utilizam virtualização em larga escala para fornecer serviços a seus clientes. 
   
     As máquinas virtuais são extremamente úteis no dia-a-dia, pois permitem compartilhar recursos de hardware de uma máquina para executar diversos sistemas operacionais e softwares (em máquinas virtuais). Como exemplos de utilização de VMs, podemos citar:  
       - Criação de ambientes ou sistemas para utilização como laboratórios de estudos (eu ministro meus treinamentos em máquinas virtuais);
       - Criação de ambientes de produção, testes ou desenvolvimento de softwares.      
       
     Utilizando máquina virtuais podemos obter muitos benefícios, entre os quais podemos destacar: 
        - Redução de custos: esse é o benefício principal da virtualização. Ao compartilhar recursos físicos (hardware) de uma máquina real para implementar várias máquinas virtuais, podemos reduzir custos de aquisição e manutenção (Ex.: administração, alocação e consumo de energia) de máquinas servidoras, storage e dispositivos de rede, tais como: hubs, switches, cabeamento etc.       
        - Gerenciamento centralizado: a partir de um único ponto (máquina servidora), podemos gerenciar várias máquinas virtuais;
        - Redução do consumo de energia: devido à redução da quantidade de máquinas;
        - Melhor aproveitamento do espaço físico: com menos máquinas, diminui a necessidade de espaço físico para alocação delas;
        - Consolidação de infraestrutura: com o compartilhamento de hardware entre as máquinas virtuais, pode-se reduzir o custo com hardware e eletricidade. Ao invés de executar múltiplos computadores físicos que são parcialmente utilizados, podemos executar várias máquinas virtuais em um único computador físico mais potente e melhor utilizado;
        - Facilidade para migração de ambientes: quando for necessário efetuar a migração de ambientes e sistemas, como por exemplo, no caso da aquisição de uma nova máquina servidora, migrar uma máquina virtual é muito simples. É só gerar um appliance e importá-lo posteriormente na nova máquina servidora.
  
     Existem ainda muitos outros benefícios que podemos obter com a virtualização. É importante ressaltar, porém, que nem tudo são flores! Também existem desvantagens no uso de máquinas virtuais, quando a virtualização é feita no nível do software (ver tipos de virtualização). A principal desvantagem é a diferença de performance entre máquinas virtuais e máquinas reais. De acordo com o artigo Testando a Virtualização de banco de dados da revista SQL Magazine 93, a performance de um banco de dados SQL Server 2008 em máquina real foi 53% melhor que a performance de um SQL Server 2008 em máquina virtual.

Por hoje é só! Espero que o artigo ajude aqueles estão avaliando ou estudando a viabilidade do uso de máquinas virtuais!


[]s

    
Referências:
     http://www.profissionaisti.com.br/2010/08/virtualizacao-sua-empresa-e-a-natureza-agradecem/
     http://www.oracle.com/technetwork/server-storage/virtualbox/downloads/index.html
     http://www.profissionaisti.com.br/2011/11/distincoes-de-computacao-em-nuvem-cloud-computing-e-computacao-em-grade-grid-computing/
     http://www.profissionaisti.com.br/2011/10/virtualizacao-para-pequenas-empresas/
     http://www.profissionaisti.com.br/2011/07/virtualizacao-virtual-machine-vm-com-virtualbox/

0 comentários:

Postar um comentário

 

Meus últimos Links Favoritos

Suporte remoto alunos

Seguidores

Meu One Drive (antigo Sky Drive)