Social Icons

11 de out de 2011

PL/SQL: o que é e quando usar?

Olá pessoal,
    
     No artigo de hoje vou falar um pouco sobre PL/SQL, a linguagem procedural do Oracle Database.
    
     Todos os SGBDs (Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados) que eu conheço possuem uma linguagem de programação própria, que estende comandos e instruções não contempladas em SQL. Como exemplos podemos citar o Oracle Database, que possui a linguagem PL/SQL, o SQL Server que possui a linguagem Transaction SQL e o DB2 que possui a linguagem SQL PL. Essas linguagens foram criadas para atender a necessidade de se criar programas dentro do próprio banco de dados e são extremamente úteis para executar tarefas de manutenção do banco de dados e para otimizar transações das aplicações que acessam o banco de dados. No meu blog você encontrará vários artigos que usam código PL/SQL dentro destes cenários de manutenção e otimização, como por exemplo:
    - Otimizando a performance de aplicações com stored procedures;
    - PL/SQL mais rápido: Quando usar CURSORES ou collections (BULK COLLECT em NESTED TABLES)?        
    - Recompilando objetos inválidos no Oracle Database.
       
    Uma das principais vantagens da linguagem PL/SQL é permitir que você escreva programas que ficam armazenados no banco de dados e que podem ser reutilizados por qualquer aplicação/usuário que acesse o banco de dados. Segundo Thomas Kyte, um dos maiores especialistas em Oracle do mundo, PL/SQL é a forma mais rápida de processar dados em Bancos de Dados Oracle. Entenda "processar dados" como não apenas submeter instruções SQL (UPDATE, SELECT, INSERT e DELETE) para o Banco de Dados, mas sim, efetuar transações que consistem de várias estruturas de decisão, loops e processamentos mais complexos. Um bom exemplo disso você poderá ver no meu artigo Otimizando a performance de aplicações com stored procedures.

  
     Como qualquer linguagem de programação, em PL/SQL também é possível escrever código bom ou ruim. Para não escrever código ruim, é necessário entender bem a estrutura do código PL/SQL, os detalhes de sua implementação e até mesmo como ele interage com código SQL.  Para aqueles que tiverem interesse em conhecer melhor esta linguagem, escrever código bem estruturado e com boa performance, recomendo pesquisar o site do Steven Feuerstein (http://www.stevenfeuerstein.com), que é autor de vários livros sobre PL/SQL e que tem um conteúdo muito bom para quem quer aprender e se aperfeiçoar, ou recomendo o treinamento de PL/SQL FABIOPRADO.NET, que é baseado em documentação oficial da Oracle e que contempla além do aprendizado da linguagem, muitas dicas e técnicas (inclusive tuning) ensinadas por Steve Feuerstein, Tom Kyte e outras que aprendi ao longo da minha carreira.
   
    Bom pessoal, por hoje é só! 


[]s

0 comentários:

Postar um comentário

 

Meus últimos Links Favoritos

Suporte remoto alunos

Seguidores

Meu One Drive (antigo Sky Drive)